Deslocamentos do feminino: a mulher freudiana na passagem para a modernidade

af8702fe182d05df6afc30859583bec8.jpg

Fonte

IMAGO

Título

Deslocamentos do feminino: a mulher freudiana na passagem para a modernidade

Autor

KEHL, Maria Rita

Descrição

Para a psicanálise, em suas origens no final do século passado, feminilidade acaba sendo equivalente a histeria e há uma valorização da mulher histérica como a que sabe colocar-se na posição feminina frente ao homem.
“Realizar” o desejo, sabemos desde Freud, é dotá-lo de expressão. Foi o que as histéricas fizeram, inaugurando a psicanálise, foi o que Freud escutou, mesmo que não pudesse apreender todo o sentido- foi o que criou, ao mesmo tempo, o embrião de um outro lugar para as mulheres e uma teoria que até hoje tenta curá-las, readaptando-as a uma feminilidade que há mais de um século não nos serve mais.

Editor

IMAGO

Data

1998

Tipo

Livro

Idioma

pt_BR

Tags

Referência

KEHL, Maria Rita, “Deslocamentos do feminino: a mulher freudiana na passagem para a modernidade,” Curadoria Enap, acesso em 19 de abril de 2019, https://exposicao.enap.gov.br/items/show/16.

Formatos de Saída